Seguidores

terça-feira, 14 de agosto de 2012

carta 17 - A cegonha

Nem seria necessário dizer como, no nosso imaginário, a cegonha acabou por se tornar uma simpaticíssima entregadora de algo totalmente novo, muito singular e que, quase sempre, vem trazer uma dose de alegria, promessas, entusiasmo e sonhos!
Difícil pensar em cegonhas e não pensar em bebês, que nada mais são do que uma explosão de vida que se inicia!
E quando não são desejadas, cegonhas e sua carga? Ainda assim, a novidade que ela traz, estabelecerá o início de um novo tempo. A cegonha passa, faz sua entrega e, nada será como antes!
E por que pensamos em cegonha como a entregadora de novidades? Aliás, da maior novidade possível: uma nova vida?
Pensando sobre isso encontrei na internet algumas coisas a respeito dessas simpaticíssimas aves, a saber:

- Antígona (não a personagem ligada à Édipo) mas a irmã do rei Príamo de Tróia, teve seus cabelos transformados em serpentes pela deusa Hera, após ver como Antígona se gabava de seus capilares adornos :)
Segundo Ovídeo, os deuses apiedando-se da sorte (má sorte) da pobre, transformaram-na em cegonha! Pois é! Por que? Para que? Eu, particularmente, não sei, mas imagino que, no mínimo essas aves deviam ser vistas com admiração e simpatia desde esse tempo... Senão não teríamos uma forma de consolo para a Antígona, pobrezinha, mas sim castigo sobre castigo rsrsrsr

- Diz uma lenda que havia uma ninfa muito amiga de uma deusa menor. Aconteceu, no entanto,  que tendo se casado com um mortal, a deusa foi expulsa do Olimpo, amaldiçoada e tornada estéril! A ninfa sabendo que a deusa desejava, mais do que tudo, ser mãe, resolveu por conta própria procurar uma criança que pudessse ser criada pela amiga. Procura e procura, a ninfa acaba encontrando um bebê abandonado numa cestinha que flutuava na águas de um rio.
Desnecessário dizer que, Zeus, o autor dos castigos, ficou furioso e transformou a ninfa em cegonha. A amável ninfa, que adorava crianças, resolveu, em vez de chorar sobre o leite derramado, viver sua vida procurando bebês abandonados para entregá-los à mulheres que não podiam gerar filhos.

- Conta-se que essa lenda teria dado origem (mas disso não temos certeza) à lenda escandinava sobre cegonhas. Diziam que, por serem aves fieis e confiáveis, faziam suas parcerias e ninhos, aos quais sempre retornavam, para chocarem seus ovos e cuidarem de suas crias. E, assim, quando uma cegonha fazia seu ninho próximo à chaminé de uma casa, era sinal de que logo, logo, alguém na casa engravidaria. O que isso nos diz? Que as cegonhas eram bem vindas a fazerem seus ninhos nos telhados das casas. Que eram benfazejas, por sua generosidade e fidelidade ao ninho, e que eram vistas como um símbolo da vida que se podia desejar para aqueles que moravam ali. Filhos novos, alimentados e cuidados!

- Voltando no tempo... Na Roma Antiga, foi criada uma lei que recebeu o nome de  Lex Ciconaria (Lei da Cegonha). Essa lei incentivava os jovens e crianças a cuidarem dos idosos com amor e responsabilidade. O nome da lei se refere ao fato de que, na observação dos Romanos, a cegonha era tida como um animal que cuidava com muito afinco dos seus filhotes e de cegonhas mais velhas ou doentes, levando-lhes alimentos e calor, para que pudessem começar ou recomeçar suas jornadas. A cegonha passa então a ser símbolo daquele que traz o alimento, para que a vida se renove e possa recomeçar, ou continuar em bases melhores :)

Bom...depois dessa rápida investigação, passei a entender a esperança, a alegria, e expectativa que a visão dessa ave nos dá!
Mas... A vinda de um bebê, ou de qualquer grande oportunidade, muda o rumo das coisas, trazendo junto necessidades de adaptação e de uma boa dose de coragem, além é claro, de uma reformulação de valores e metas a atingir, além de exigir que encaremos nossa responsabilidade no desenvolvimento daquela criança, ou de um projeto, nascidos pela vinda da cegonha! Isso é claro, pode ser assustador...
De qualquer maneira, é inegável que aquilo que vem pelo bico da cegonha é, na maior parte das vezes, muito bem vindo, e isso porque essa simpática e generosa ave não costuma trazer coisas ruins em si mesmas, muito pelo contrário! Tradicionalmente (e nossa alma sabe disso), o que vem via Cegonha, seja o que for, é sempre a possibilidade de novos rumos e nova vida.
Tomara que a gente sempre esteja preparada para abraçar o presente que nos chega!



O significado da cegonha no jogo:

Algo chega e traz mudanças! Isso nós sabemos, como também sabemos que existem outros arcanos envolvidos no com a função de trazer para nossa vida coisas novas e mudanças, mais ou menos profundas. Na verdade todas as cartas do lenormand nos falam de movimento, de mudanças, já que são representativas das mais diversas realidades, com as quais nos encontramos nesse mundo, e pelas quais nos movimentamos instante a instante, passo a passo, na vida que dizemos ser visível, cotidiana, real...

- A cegonha chega e a oportunidade se faz imediatamente presente. Novo local de trabalho, novos estudos, viagens... Não haverá processos demorados para que a mudança ocorra.
- A chegada da cegonha, num jogo, é como receber um presente!
- Podemos observar, por exemplo, uma mudança de polaridade... O velho se faz novo, as negatividades serão neutralizadas, a "mesmice" dá lugar à novidades.
- A cegonha poderá indicar gravidez, se acompanhada da carta da criança por exemplo.
- Pode estar representando alguém do sexo feminino, talvez uma amiga ou confidente, ou alguém (mulher) capaz de promover alguma importante mudança ou trazer alguma novidade que modificará algum aspecto da nossa vida.
- Quando aparece após cartas não muito positivas, podemos ficar mais tranquilos porque a situação problemática tende a mudar.
- Cartas negativas, ou de términos, quando  próximas podem sugerir que estamos diante do caso de uma novidade que provocando medo ou desconforto, não será aproveitada como uma oportunidade, ou nem será percebida como tal. 
- Em casos muito particulares, ligados à saúde, quando acompanhada da foice, e outras cartas negativas, pode indicar aborto provocado, e quando acompanhada pela carta 08, pode indicar aborto espontâneo. Uma cuidadosa interpretação das circunstâncias, e demais cartas, será necessária. Se a possibilidade parece existir, devemos aconselhar a consulente a fazer uma visita ao seu médico, adiantando se necessário a consulta de pré-natal, dizendo que esse cuidado extra será vantajoso, para que tudo continue correndo bem.

Polaridade: Carta positiva, que traz bons augúrios ;)

... Que saibamos, sempre, reconhecer uma oportunidade, uma benção, um presente da vida!

Abraços carinhosos!

7 comentários:

  1. Olá querida, amei seu texto gosto muito de mitologia. Bjs e forte abraço1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana, é sempre muito bom vê-la por aqui, minha querida e perfumada amiga! ;)
      Adorei o Artes Mágicas!
      bjs.

      Excluir
  2. Ah! A cegonha... Que carta linda! Cheia de leveza, sempre trazendo pendurada em seu bico as mudanças. Independente de trazer crianças ou não, a cegonha traz a vida -as mudanças da vida-, combinada ainda com outras cartas positivas nos enche de alegrias. Querida Taíka, conheci seu blog através da amiga Sonia Boechat Salema, estou adorando ler seus textos a sua forma de ver e ensinar é muito boa.
    Que a cegonha traga muitas benção pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daikon, você tem razão! O coração da gente se alegra ao vê-la pousar na mesa de jogo, não é? ;)
      Fico muito feliz com sua visita e com suas palavras de incentivo.
      Sou fã da Sonia! Na verdade do blog dela foi, e ainda é, fonte de inspiração para mim. Obrigada pela visita, e volte sempre deixando suas sugestões.
      Que seu caminho seja sempre iluminado, e seu coração repleto das bençãos de amor, alegria, e entusiasmo!
      Optchá!

      Excluir
  3. Olá querida obrigada por ser uma seguidora no meu novo blog. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que puder, vou encomendar óleos essenciais!!!
      bjs

      Excluir
  4. Bem, a cegonha também tem um lado afetivo, amoroso, aonde existe o desejo de união, de se unir á alguém que quem gostamos para iniciar uma nova vida juntos, contruindo juntos uma familia. Ora, também mostra desejos apaixonados por outros(as), desejo de renovar o relacionamento e fazer com que ele fique mais feliz, melhor e mais receptivo e alegre.
    Pode mostrar também que, mesmo que agora o relacionamento não seja possível de realizar pelo motivo que a pessoa está casada com outro, mostra em um leitura geral, que , no futuro , a união poderá acontecer e o casal ficará junto.

    Jean o vidente

    ResponderExcluir